A parte, sem o todo.

Às vezes meu amor fica triste, pensando no passado. Reclama, inconformado, que demoramos demais pra nos encontrar. Às vezes, ele se chateia com o tempo que passamos com outras pessoas, diz que tem ciúmes de saber que outro alguém teve a oportunidade de conviver comigo. Eu também tenho ciúmes dele, confesso. Também fico com o coração apertado de imaginar ele penteando outro cabelo, cantando pra outros ouvidos, ligando só pra dizer oi pra outros ois, indo buscar um pudim de sobremesa pra outros almoços. Sinto ciúmes de quem fez curativos nos seus cortes, de quem cozinhou pra ele, de quem o fez provar uma sobremesa nova e viu aquele sorriso lindo, antes de mim. Por isso, entendo que ele se sinta assim também. Mas, cá entre nós.. O que ele não sabe, é que ninguém conviveu comigo antes dele, simplesmente porque antes dele, eu não era eu. Eu era só uma metade, perambulando pelo mundo sem ele, sem a outra parte de mim. O que ele não sabe é que não importam outros beijos, porque quando ele me beija é como se eu tivesse encontrado a última peça de um quebra-cabeça imenso, que vinha montando há anos sem conseguir encaixar as partes. Quando ele me abraça, é como se a atmosfera inteira, ao redor do mundo inteiro, tivesse o cheiro dele. Quando ele sorri, é como se as estrelinhas dos desenhos animados infantis viessem pra vida real e decorassem tudo ao meu redor. O que ele não sabe é que cada passo que dei antes dele chegar, é porque estava indo na sua direção. É porque eu tinha que atravessar os rios que chorei, as montanhas de decepções, as longas estradas de dificuldades e tristezas, sem contar os desertos de sentimentos vazios e sem reciprocidade.. Pra chegar até ele, até meu paraíso. O que ele não sabe, é que ninguém conviveu comigo como ele convive, porque eu nunca fui tão completa quanto sou com ele. O que ele não sabe é que meus dias nascem felizes porque ele me diz bom dia, que minhas noites tem mais graça porque ele está do meu lado, me fazendo sorrir. O que ele não sabe é que em todas as pessoas que conheci, procurava desesperadamente por ele. Em cada ação que não me completava, faltava o toque dele. Cada pequeno detalhe que faltou em cada parte da minha história, era mais um detalhe que eu sonhava encontrar, sem nem saber que ele existia. Sem saber que ele era esse aglomerado de pequenos detalhes perfeitos que se encaixam nos meus sonhos mais utópicos. O que ele não sabe, é que quando ele diz que me ama, eu tenho força pra lutar contra qualquer coisa, pra ser e fazer qualquer coisa. O que ele não sabe é que do lado dele, eu vejo graça até em festa de sogra e na programação da tv no domingo. Tudo que é ruim fica menos ruim, só porque ele está comigo, e tudo que é bom, fica infinitamente melhor porque ele está comigo. O que ele não sabe é que nunca fui o que sou pra ele, simplesmente porque ninguém nunca soube me fazer ser o que sou. Porque só ele me recebeu – e se entregou – completamente. O que ele não sabe é que nada nunca foi tão bom, tão lindo, porque nunca foi tão real. O que ele não sabe é que nossa vida juntos se confunde com meus sonhos, porque nunca ninguém foi tão absolutamente perfeito pra mim, como ele.

.
“A parte, sem o todo, não é parte. O todo, sem a parte, não é todo.”

bjo, pessoas!

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Carol Ornellas
    nov 01, 2011 @ 13:19:53

    que linda! gosto tanto de ver essa Criss por aqui 🙂

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: